D&D 4th Edition Brasil
Bem-vindo ao fórum "D&D 4th Edition Brasil"!!!
Comunidade para debater e jogar D&D online.
*Cadastre-se em nosso fórum;
**Adicione-nos aos seus favoritos (CTRL + D);
***Apresente-se! Recebe as boas vindas de nossos membros, e;
****Jogue online o melhor RPG do mundo.

D&D 4th Edition Brasil

Comunidade para discussão e formação de mesas online de D&D 4E!
 
InícioInício  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Vampire the Masquerade

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Aquillezjp
MOD/Tutoriais
MOD/Tutoriais
avatar

Mensagens : 178
Idade : 37

MensagemAssunto: Vampire the Masquerade   Sex Dez 24, 2010 1:24 pm

Alguem jogava o sistema antigo? Joga o sistem novo? comentem

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
kira_shaolin
MOD/Taverna
MOD/Taverna
avatar

Mensagens : 442
Idade : 24
Local : São Paulo/SP

MensagemAssunto: Re: Vampire the Masquerade   Sex Dez 24, 2010 3:20 pm

ESSE SIM! \o\
Eu joguei o sistema antigo UMA VEZ, e adorei meu Malkaviano. Interpretei tããão bem <3

_________________
"Quando a alegria se torna tristeza e o bem estar infortúnio, as almas pacientes extrairão prazer mesmo da dor"- Provérbio Budista


Caminho do Dragão - meu fórum de artes marciais!
http://caminhododragao.forumeiros.com









Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://contosdanevoa.blogspot.com
Aquillezjp
MOD/Tutoriais
MOD/Tutoriais
avatar

Mensagens : 178
Idade : 37

MensagemAssunto: Re: Vampire the Masquerade   Sex Dez 24, 2010 4:40 pm

eu também joguei a antiga versão ,gostava de jogar como Tremere. fiquei muito triste quando vi que eles decidiram terminar e começar um novo sistema do zero, achava a ideia do Vampiro a Mascara bem mais legal
Segue texto do wikipedia :


Vampiro: A Máscara é um cenário de RPG de horror pessoal, baseado no sistema Storyteller e centrado nos vampiros em um mundo Punk-Gótico. Publicado originalmente em 1991 por Mark Rein*Hagen, pela editora White Wolf, chegou a ter uma segunda edição em 1992 e uma edição revisada em 1998. O título da série A Máscara possui dois sentidos, o primeiro referindo a tentativa da Camarilla de esconder os vampiros da humanidade, de seus governantes e da mídia; o segundo sentido é usado para se referir ao esforço dos vampiros de convencer a si mesmos de que eles não são os monstros que se tornaram.

Em 1992, Vampiro: A Máscara ganhou o Origins Award por Melhores Regras de RPG de 1991. A linha do jogo foi descontinuada em 2004, e foi substituído por regras revisadas e um novo cenário em Vampire: The RequiemConceito

O jogo utiliza a condição do vampiro de imortal e amaldiçoado como plano de fundo para explorar temas de moralidade, depravação, a condição humana (ou a apreciação da condição humana na sua ausência), salvação e horror pessoal. A versão sombria do mundo real que os vampiros habitam forma uma fria tela na qual as histórias e os esforços dos personagens são retratados. O tema que o jogo procura transmitir inclui a retenção do senso de indivíduo do personagem, humanidade, e sanidade, como também simplesmente evitar de ser aniquilado pela oposição dos antagonistas mortais e sobrenaturais e, mais incisivamente, sobreviver as políticas, traições e por vezes ambições violentas de sua própria espécie.

A idéia central de Vampiro: A Máscara é que o jogador interprete um vampiro recém-criado, tentando sobreviver aos seus primeiros anos como um morto-vivo. O terror psicológico é muito importante para uma trama de "Vampiro", principalmente no que se refere ao aspecto de o personagem ir aos poucos se tornando um monstro, perdendo as características que o tornavam humano conforme se vê obrigado a se alimentar (e, por vezes, matar) seus antigos companheiros mortais. Assim sendo, o tema central do jogo não são batalhas nem guerras, mas sim como manter a sua "humanidade".

As lendas dos vampiros de "a Máscara" sugerem que o progenitor de todos os mortos-vivos foi Caim, o assassino bíblico de seu irmão, Abel, que teria sido amaldiçoado por Deus e condenado a caminhar eternamente sobre o mundo na forma de um vampiro condenado a beber sangue. Por solidão, Caim teria criado três outros vampiros: Irad O Forte, Enoch O Governante e Lilah a Bela. Os Três formariam a chamada "Segunda Geração". Esses três, por sua vez, originaram outros 13 vampiros, a "Terceira Geração", que foram os fundadores dos 13 clãs.

Ou seja, uma hitória dramatica que se baseia na conversão da "humanidade" em algo desumano e monstruoso. O conceito "A Máscara" é dado pelo fato na existências de mortos-vivos e na sua luta constante e imortal para continuar vivo e tentar enganar a natureza imortal e para alguns manter uma cortina sobre o que realmente se passa no mundo, deste modo "A Máscara". Luta esta que se dá entre os próprios vampiros (membros), mortais (seres humanos) e outras criaturas tais como: Demonios, Anjos, Fantasmas, Fadas, Magos, Licantropos etc...
[editar] Organização Vampírica

Para fundamentar o clima do jogo, supõe-se que os vampiros modernos "vivem" em meio a uma complexa sociedade de mortos-vivos. Os vampiros referem-se a si mesmo pelo eufemismo "Membros" (no original, "Kindred"), não utilizado normalmente por membros da Camarila, em oposição aos mortais, o "Rebanho" ("Kine"). Eles se organizam em seitas, que fazem o papel de nações, e em clãs, que funcionam como grupos familiares, compartilhando características passadas através do sangue, de vampiro para vampiro. Fora seitas e clãs, um terceiro nível de organização são as linhagens, pequenos desmebramentos dos clãs que unem vampiros consanguíneos, com maior entrosamento familiar entre si que com o resto do clã do qual se originaram.
[editar] Seitas

As seitas são a versão vampírica de nações, grupos de mortos-vivos ligados por uma ideologia comum. As principais seita descritas no jogo são:
[editar] A Camarilla

A Camarilla considerada a maior seita, embora isso seja discutível, a Camarilla é o padrão pelo qual os jogadores geralmente criam seus personagens. Altamente hierarquizada, quase a um nível feudal, a Camarilla prega que a ordem rígida e a convivência pacífica com os mortais é a única forma de proteger os Membros de uma nova Inquisição, como a que exterminou boa parte da população vampírica européia durante a Idade Média.
[editar] O Sabá

Sabá: Arqui-inimiga da Camarilla e quase equiparada a ela em números, a seita conhecida como Sabá é tida como sanguinária e desumana. Os sabá pregam que os mortais não devem ser temidos ou respeitados, e sim devorados como os seres inferiores que são. O Sabá não respeita a Lei da Máscara, embora não cante aos quatro ventos sua verdadeira natureza. Os sabá são fanáticos que fundaram uma verdadeira religião em torno do mítico Pai dos Vampiros, Caim. Eles desprezam o nome "Membros", referindo-se aos mortos-vivos pelo termo "Cainitas"(Originado de Caim).
[editar] Os Independentes

Anarquistas: Muitos não consideram os Anarquistas uma verdadeira seita, mas sim um desmembramento radical da Camarilla. Porém, os Anarquistas aderem a um conjunto de crenças bem distinto da Camarilla, e também exerce uma considerável dose de poder político no mundo noturno dos vampiros, podendo ser tratado como seita. Os Anarquistas, basicamente, acreditam na igualdade de direitos e deveres para todos os Membros, acreditando que os vampiros devem levar suas "vidas" da forma que desejarem, contanto que não interfiram na liberdade alheia.

Embora os objetivos e crenças dos Anarquistas pareçam justos e razoáveis, eles são extremamente difíceis de serem aplicadas no mundo opressor e miserável de "a Máscara", sendo que a maioria dos outros Membros vê os Anarquistas como idealistas ingênuos. Por essa mesma razão, nenhum clã aderiu formalmente à seita. Seu contingente é formado por vampiros originários de todos os 13 clãs, notavelmente os Brujah, os Gangrel e os Toreador. Apesar de serem a menor das seitas em números absolutos, os Anarquistas contam com alguns dos pensadores vampíricos mais brilhantes de todos os tempos entre os seus. Os Anarquistas enxergam a Camarilla como um bando de tiranos opressores servidos por uma massa ignorante de escravos, presos a um sistema feudal e ultrapassado. O Sabá é visto como um grupo perigoso de fanáticos intolerantes, tão prisioneiros de sua própria ideologia religiosa quanto a Camarilla é de sua ideologia política.

Existem também os Chamados Clãs Independentes, que são os clãs que não tem oficialmente nenhum vínculo com as seitas citadas acima, embora no nível individual, não sejam totalmente impossíveis tais alianças. São quatro os Clãs Independentes: Assamitas, Seguidores de Set, Ravnos, Giovanni.
[editar] Os Inconnu

Os Inconnu não são propriamente uma seita. São um grupo de vampiros que, cansados de serem fantoches dos anciões de suas seitas e das incessantes ações dos vampiros mais jovens, decidiram afastar-se das maquinações a da ambição que guiam a Jyhad. Há rumores de que eles passam a maior parte do tempo em torpor ou dormindo, melhor maineira de evitar as batalhas da Jyhad. Outros Membros dizem que os Inconnu alcançaram a Golconda , mítico estado de salvação vampírica equivalente ao Nirvana. Seus objetivos, caso existam, são desconhecidos.

Além dessas, uma outra "seita", numa concepção bem abrangente do termo, são os Kuei-Jin, correlatos orientais dos vampiros, originários da China, Japão e Coréia, principalmente. Os Kuei-Jin, porém, apesar de compartilharem algumas (poucas) características com os Membros ocidentais, não são vampiros, e sim uma raça completamente distinta de seres sobrenaturais. Os vampiros do ocidente temem os Kuei-Jin sobre todas as coisas devido a seus estranhos e vastos poderes. Por sua vez, os Kuei-Jin enxergam os vampiros como seres repugnantes e imperfeitos, praticamente crianças se comparados aos sábios e antigos mortos-vivos orientais.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Daniel Martins
Soldado
Soldado
avatar

Mensagens : 113
Local : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Vampire the Masquerade   Sex Dez 31, 2010 2:59 pm

po, joguei storyteller por muuuito tempo, fundamentalmente vampiro e lobisomen. Cara, quem não jogou, está perdendo jogos EXCELENTES, muito bons mesmo. não da pra explicar tudo do jogo em um post, mas se quiserem aprofundar o debate, tem muita coisa pra se falar deles.
Eu tb fiquei triste com a mudança dos cenários do Mundo das Trevas, mas uma coisa é fato, já havia tanto material para o cenário, mas tanta coisa, que era dificl para jogadores iniciantes, e até para alguns veteranos, conseguirem jogar.só pra galera mais nova entender, no mundo das trevas SEMPRE tem alguma grande força por trás de quase todos os acontecimentos, então assim, é EXTREMAMENTE trabalhos pro mestre manter as coisas sob controle, pq o jogo é muito dinâmico e tudo que os personagens fazem reflete de alguma forma no jogo. Então quem quiser jogar um bom jogo de storyteller, é bom procurar um bom mestre!

e vamos parasr com esse papo de vampiro "antigo"....eu hein...daqui a pouco nego ta falando "é que no meu tempo"...... =)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tigvæ
Adepto
Adepto
avatar

Mensagens : 94
Idade : 103
Local : Niðavellir

MensagemAssunto: Re: Vampire the Masquerade   Sex Dez 31, 2010 4:15 pm

Cheguei a jogar e a mestrar, mas muito pouco, e como o Daniel disse, narrador de storyteller tem q ser bom, seguir o cenário, e não avacalhar com apelações e nem aprovar jogadores a fazer.

Eu aprendi muito com o storyteller, aprendi a criar um bom background em qlqr RPG e a criar personalidades.


kira_shaolin escreveu:
ESSE SIM! \o\
Eu joguei o sistema antigo UMA VEZ, e adorei meu Malkaviano. Interpretei tããão bem <3

Jogava com MaLkAv!aZo tmb! jocolor
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
kira_shaolin
MOD/Taverna
MOD/Taverna
avatar

Mensagens : 442
Idade : 24
Local : São Paulo/SP

MensagemAssunto: Re: Vampire the Masquerade   Sex Dez 31, 2010 4:20 pm

O garoto que mestrou pra mim... bem, eu acho que uma torradeira mestrava melhor.

_________________
"Quando a alegria se torna tristeza e o bem estar infortúnio, as almas pacientes extrairão prazer mesmo da dor"- Provérbio Budista


Caminho do Dragão - meu fórum de artes marciais!
http://caminhododragao.forumeiros.com









Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://contosdanevoa.blogspot.com
Tigvæ
Adepto
Adepto
avatar

Mensagens : 94
Idade : 103
Local : Niðavellir

MensagemAssunto: Re: Vampire the Masquerade   Sex Dez 31, 2010 4:23 pm

Huehuehue... eu detesto a estigma de Lobisomem, q o pessoal diz q é apelação, q garou só sabe bater e tal...

Quem pega o livro de Lobisomem, e LÊ, vê q ñ é nada disso, mas claro, a brutalidade existe, a fúria tmb, mas é um jogo suuuuuuuper cultural! E tem q usar isso no jogo, e os mestres não usam, só usam a parte da porradaria. Mas qndo eu mestrei, eu interpretava reuniões garou, ritos, caçadas e etc...

Já mestrei Mokolé ^^ rsrs
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Daniel Martins
Soldado
Soldado
avatar

Mensagens : 113
Local : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Vampire the Masquerade   Sex Dez 31, 2010 4:24 pm

uhauhauhauha o pior é que jogos ruins de storyteller tendem a ser traumáticos! eu já joguei um do tipo, pra vcs terem uma idéia n´s paelidamos o jogo carinhosamente de "super vampire fantasy champioship edition"!! rsrs
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Daniel Martins
Soldado
Soldado
avatar

Mensagens : 113
Local : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Vampire the Masquerade   Sex Dez 31, 2010 4:26 pm

Tigvæ escreveu:
Huehuehue... eu detesto a estigma de Lobisomem, q o pessoal diz q é apelação, q garou só sabe bater e tal...

Quem pega o livro de Lobisomem, e LÊ, vê q ñ é nada disso, mas claro, a brutalidade existe, a fúria tmb, mas é um jogo suuuuuuuper cultural! E tem q usar isso no jogo, e os mestres não usam, só usam a parte da porradaria. Mas qndo eu mestrei, eu interpretava reuniões garou, ritos, caçadas e etc...

Já mestrei Mokolé ^^ rsrs
´
pois é cara, eu como mestre de lobisomem]n por muito tempo, tb detesto o rotulo de que é um jogo só de porradaria. na campanha que eu mestrei, por exemplo, tivemos muuuuito mais intriga que qualquer vampire que eu já tenha jogado. Mas o fato é qe]ue os jogadores tem de colaborar para que o jogo caminhe bem!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tigvæ
Adepto
Adepto
avatar

Mensagens : 94
Idade : 103
Local : Niðavellir

MensagemAssunto: Re: Vampire the Masquerade   Sex Dez 31, 2010 4:34 pm

Daniel Martins escreveu:
uhauhauhauha o pior é que jogos ruins de storyteller tendem a ser traumáticos! eu já joguei um do tipo, pra vcs terem uma idéia n´s paelidamos o jogo carinhosamente de "super vampire fantasy champioship edition"!! rsrs

huahauhauhauah... cara, ja joguei um que tinha um vampiro a cada esquina. Putz!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tigvæ
Adepto
Adepto
avatar

Mensagens : 94
Idade : 103
Local : Niðavellir

MensagemAssunto: Re: Vampire the Masquerade   Sex Dez 31, 2010 4:36 pm

Daniel Martins escreveu:
Tigvæ escreveu:
Huehuehue... eu detesto a estigma de Lobisomem, q o pessoal diz q é apelação, q garou só sabe bater e tal...

Quem pega o livro de Lobisomem, e LÊ, vê q ñ é nada disso, mas claro, a brutalidade existe, a fúria tmb, mas é um jogo suuuuuuuper cultural! E tem q usar isso no jogo, e os mestres não usam, só usam a parte da porradaria. Mas qndo eu mestrei, eu interpretava reuniões garou, ritos, caçadas e etc...

Já mestrei Mokolé ^^ rsrs
´
pois é cara, eu como mestre de lobisomem]n por muito tempo, tb detesto o rotulo de que é um jogo só de porradaria. na campanha que eu mestrei, por exemplo, tivemos muuuuito mais intriga que qualquer vampire que eu já tenha jogado. Mas o fato é qe]ue os jogadores tem de colaborar para que o jogo caminhe bem!

Senhores das Sombras que os diga! hehe Cool
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Daniel Martins
Soldado
Soldado
avatar

Mensagens : 113
Local : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Vampire the Masquerade   Sex Dez 31, 2010 4:41 pm

exatamente, a "guerra fria" entre senhores das sombras e presas de prata da muuuuita historia boa!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
phoerunn
Iniciante
Iniciante
avatar

Mensagens : 5
Idade : 34
Local : Ponta Grossa

MensagemAssunto: Re: Vampire the Masquerade   Qua Jul 20, 2011 5:48 pm

Eu conheci RPG jogando vampiro no colégio, logo comprei o livro e comecei a mestrar para meus amigos, joguei muito tempo e mestrei tb, sou fã dos Gangrel, mas o que faz minha mente são os Tzimisce, tb já joguei e mestrei Mago, e Lobisomem eu apenas coloquei nas aventuras de vampiro, ficou bem irado. Uma coisa falo para quem me pergunta sobre storyteller em geral é que se vc quer focar em estatísticas de jogo e ficar jogando dado direto, esqueça o sistema, pois eu sempre fiz meus jogadores realmente interpretarem os papeis, já passei algumas sessões sem rolar o dado 1x, e cada vez mais a galera curtia, ficavam querendo mais quando acabava a sessão ...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.mesalendaria.com.br
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Vampire the Masquerade   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Vampire the Masquerade
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» A linha de Sangue.
» [Crônica Fechada] Sinister Cabaret - Vampire The Masquerade - Denver By Night (Crônica Livre)
» Quem é você em vampire Knight?
» Vampire Kinght - Leitura online do mangá
» Os Vampiros de Vampire Knight.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
D&D 4th Edition Brasil :: RPG :: Outros Sistemas-
Ir para: