D&D 4th Edition Brasil
Bem-vindo ao fórum "D&D 4th Edition Brasil"!!!
Comunidade para debater e jogar D&D online.
*Cadastre-se em nosso fórum;
**Adicione-nos aos seus favoritos (CTRL + D);
***Apresente-se! Recebe as boas vindas de nossos membros, e;
****Jogue online o melhor RPG do mundo.

D&D 4th Edition Brasil

Comunidade para discussão e formação de mesas online de D&D 4E!
 
InícioInício  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 [Diário de Campanha] Sessão 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Mestre Walla
DM-Dungeon Master
DM-Dungeon Master
avatar

Mensagens : 124
Idade : 32
Local : Capela de Santana/RS

MensagemAssunto: [Diário de Campanha] Sessão 3   Qui Dez 16, 2010 4:36 pm

Seguindo à noite pela velha Estrada do Rei, os heróis ouvem ruídos vindos de um pequeno bosque à beira da estrada. Eles vêem dois humanóides sendo atacados por uma matilha de lobos, e decidem ajudar...

Segue o histórico da conversa:

GM: recapitulando.

GM: vocês haviam decidido investigar o antigo casarão que agora serve de covil para uma tribo de kobolds. A Tribo dos Chuta-Cuca.

GM: seu objetivo é recuperar uma carga valiosa que foi roubada pelos kobolds. Tanto o halfling Skar quanto o anão Teldorthan Dente-de-Ferro têm interesse especial nessa carga.

Erevan, Sangue Nobre: Apos a gentil conversa com o anão, Erevan retorna para sua mesa e volta a degustar seu licor.

Rankor: pera lá, mas não estávamos na estrada para o vale dos vagabundos, digo... dos kobolds?

GM: exato. Vocês fizeram seus preparativos e partiram. O caminho ate o covil deve levar uns 3 dias a pé.

Rankor: ok. Nosso kit garante comida por quantos dias mesmo?

GM: 10 dias.

Erevan, Sangue Nobre: ...

GM: vocês seguirão pela Estrada do Rei e devem pegar a esquerda depois da floresta do manto.

Erevan, Sangue Nobre: Fazemos isso então.

Rankor: positivo.

GM: Vocês partem pela manhã. A caminhada é tranquila, visto que a estrada cruza planícies e algumas colinas.

GM: querem conversar enquanto isso?

Erevan, Sangue Nobre: claro!

Rankor: Erevan... fale-me de seu deus enquanto isso...

Erevan, Sangue Nobre: Meu deus?

Rankor: bom... você é elfo, certo?

Erevan, Sangue Nobre: Bem, Rankor... Corellon Larethian criou os elfos, a arte, a beleza...

Rankor: não segue uma divindade, como o Jam?

Erevan, Sangue Nobre: Este é meu deus. Ele foi justo, enquanto traído por uma deusa. Foi salvo pela deusa Avandra...

Erevan, Sangue Nobre: e, por favor, não me compare com a ralé dos elfos. Sou um nobre Eladrin.

Rankor: entendi. É que você sempre está um pouco desligado.

Erevan, Sangue Nobre: Esse mundo... ele é passageiro. Tudo nele irá embora um dia. Esse não é meu lugar. Sou eterno perto de vocês, assim como minha nação, Mithrendain.

Rankor: é... é algo que percebe-se em você, com todo respeito.

Erevan, Sangue Nobre: Então, não sou daqui, os assuntos terrenos pouco me interessam.

Erevan, Sangue Nobre: Ei... Jam (toco o ombro do clérigo). Está meditando, amigo?

Jamward Shieldheart: não... apenas pensando na longa caminhada que teremos pela frente...

Jamward Shieldheart: há muito tempo que não tenho uma dessas.

Erevan, Sangue Nobre: Espero que cumpra sua missão, amigo.

Erevan, Sangue Nobre: Eu estou mais preocupado com o que está por trás dos kobolds. Meu mestre me mandou ser cuidadoso...

GM: Skar está muito quieto. vocês quase se esquecem dele.

Erevan, Sangue Nobre: Penso: Skar está muito quieto. Graças aos deuses...

Rankor: bom amigos, eu tenho uma boas músicas, são boas para momentos como esse! querem cantar?

Jamward Shieldheart: se nosso amigo, Skar não se importar... o que houve pequenino?

GM: ele está com medo, depois da conversa com o Dente-de-Ferro

Skar, O Escorpião Vermelho: Eeu?

Skar, O Escorpião Vermelho: Nnada!

Jamward Shieldheart: sim... parece disperso...calado.

Rankor: Skar... você sabe o q significa a expressão Borra botas?

Erevan, Sangue Nobre: Erevan já esta de volta ao seu mundinho particular, seus olhos azuis ficam opacos enquanto ele parece mais distante que o normal.

Skar, O Escorpião Vermelho: claro que sei...

GM: ele desvia o assunto. Seu estômago começa a roncar. Já é hora do almoço. Há algumas árvores na beira da estrada. Uma sombra refrescante.

Skar, O Escorpião Vermelho: hum... parece que tá na hora do rango. Vamos dar uma parada aqui.

Erevan, Sangue Nobre: ...

GM: e ai? Vão parar para comer ou vão seguir viagem?

Erevan, Sangue Nobre: Erevan se senta nas sombras, olhando o céu.

Rankor: Jam... vamos fazer aquele virado de javali?

GM: lembrem que vocês só têm rações, que consistem de carne seca, frutas desidratadas, queijo, pão de banha, biscoitos, castanhas, etc.

Jamward Shieldheart: seria uma boa pedida, meu caro... mas devemos nos contentar com as rações.

Rankor: ok... vamos comer essas barras de cereais, ou ensopado, seja lá o que der.

Jamward Shieldheart: que seja... façamos nossa refeição, então!

GM: depois da refeição, vocês seguem viagem.

Erevan, Sangue Nobre: Araushnee...

Erevan, Sangue Nobre: Erevan estava cabisbaixo, ainda distante mentalmente.

Rankor: Erevan! Meu chapa... quer me ver fazendo exercícios? Mantém a mente ocupada, você deveria tentar.

Erevan, Sangue Nobre: Erevan ergue sua cabeça lentamente para Rankor. Seus olhos bipolares estavam frios e ameaçadores.

Erevan, Sangue Nobre: Não, obrigado.

Rankor: já estamos chegando mestre?

GM: claro que não! vocês andaram só meio dia. ainda faltam muuuuito...

Rankor: Ok, eu sigo jogando conversa fora...

GM: a caminhada segue tranquila, até o entardecer. nesse ponto a estrada passa perto de um pequeno bosque, onde as pessoas costumam caçar.

Rankor: eu viro para Skar que está atrás de todos e faço mais uma de minhas gracinhas: Skar... você já ouviu falar em fogo do índio?

Skar, O Escorpião Vermelho: hã? Não...

Skar, O Escorpião Vermelho: o que é isso?

Rankor: Venha cá... me dê seu braço....

Skar, O Escorpião Vermelho: iiiii...

Skar, O Escorpião Vermelho: hum...

Skar, O Escorpião Vermelho: tá bommm!

GM: curioso, ele te dá o braço.

Rankor: eu pego o braço dele com as duas mãos e giro uma contra a outra, como se estivesse torcendo um graveto e começo a rir!

Rankor: ahahah! É isso meu amigo! Hahaha!!!

Skar, O Escorpião Vermelho: AAAAI!!!!! Filho duma @#$%%&!!!

Rankor: Skar... calma! Isso é um truque muito usado por ladrões!

Jamward Shieldheart: por favor, cavalheiros... não briguem!

Erevan, Sangue Nobre: ...

Rankor: estou te ensinando.

GM: FAÇAM TESTES DE PERCEPÇÃO

Erevan, Sangue Nobre -> [SKILL] Perception [14] [1d20+7 = 14]

Jamward Shieldheart -> [SKILL] Perception [14] [1d20+4 = 14]

Rankor: não se preocupe Jam... é só uma brincadeira, em algumas horas a sensação de ardência passa... (e dou uma piscada marota)

Rankor -> [SKILL] Perception [12] [1d20+1 = 12]

[GM] Skar, O Escorpião Vermelho -> [SKILL] Perception [15] [1d20+6 = 15]

GM: Skar pára de resmungar. Seu semblante muda.

Skar, O Escorpião Vermelho: vocês ouviram isso? Está vindo dali!

GM: ele aponta pro bosque.

Jamward Shieldheart: (nesse caso, percebemos? Passamos no teste?)

GM: não. Apenas ele percebeu.

Jamward Shieldheart: Não... não ouvi nada, Skar.

Skar, O Escorpião Vermelho: vem dali, eu tenho certeza!

GM: ele corre apressadamente em direção ao bosque.

Jamward Shieldheart: Hey... espere! vamos com você!

GM: chegando mais perto, vocês vêem algumas figuras em movimento.

Jamward Shieldheart: Por Pelor! o que seria aquilo, meus amigos?

GM: olhando melhor, vocês percebem dois humanóides (parecem dois humanos). Um deles está caído no chão, bastante ferido, com um arco deitado ao seu lado. O outro está de pé, com seu arco preparado. Eles estão cercados por 4 lobos.

Erevan, Sangue Nobre: Erevan vê os lobos e os homens. Permanece olhando apenas.

Erevan, Sangue Nobre: Vão em frente, heróis...

Jamward Shieldheart: Vejam! Por aqui! Vamos ajudá-los!

Jamward Shieldheart: Jam parte pra cima dos lobos, tentando ajudar os cercados.

Erevan, Sangue Nobre: Erevan permanece parado. Ele olha para Rankor.

Erevan, Sangue Nobre: Erevan caminha calmamente na direção de Jam, parecia não querer se envolver.

Rankor: Vamos descer a espadada nesses bichos do inferno!

Erevan, Sangue Nobre: (Erevan olha feio para os amigos) Não quero me envolver nisso...

Erevan, Sangue Nobre: Erevan se afasta do grupo e senta numa sombra de arvore.

Erevan, Sangue Nobre: Ao terminarem, cavalheiros, me avisem...

Rankor: vamos quebrar a bunda desses lobos e dos kobolds!

GM: o combate ficará para a próxima sessão...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
[Diário de Campanha] Sessão 3
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Requiem for the Truth - Campanha
» BAR! Tópico Off-game da campanha
» Dragon Heart - Campanha de Tihak
» Conto: Prelúdio da Campanha "As Cronicas dos Reinos Esquecidos"
» Campanha: Ajude nos cater / Campaign: Help us cater

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
D&D 4th Edition Brasil :: MESA DE JOGO :: Fantasy Grounds :: Mestre Walla-
Ir para: